La tua cantante!

O que acontece com o apego (nem precoce, nem tardio)?  Afago seus cabelos, escuros como a luz que se esconde de seus dias, mas não se ausenta de seus olhos. Espero que a fissura passe, que o borbulhar aquiete e que, enfim, meus braços se cansem de percorrer o mesmo caminho que outrora os levou ao encontro de sua pele macia com a temperatura de seu agrado. Percebo que as pontas de meus dedos permanecem trêmulas, como as de um viciado em alguma substância opiótica há tempo demais sem reabastecer suas veias com o sangue daquela por quem tens tanto apreço. Não quer deixar de lembrar-se das marcas que a tira do biquíni fizera em seu corpo, ah! Mas que belo corpo! Lembra-se com uma riqueza invejável de detalhes daqueles dias de verão onde se abraçavam no mar, trocando colos e carícias tão suaves e concomitantemente intensas. O que havia (há!) naquele par de olhos verde-mar que a puxavam para cada vez mais fundo em suas águas? Queria tê-la em seus braços, urgir por suas mordidas e seu toque ávido. Não havia maneiras de desvencilhar-se de sua cantante! Como render-se a apenas um espectro? Como entregar-se a uma ilusão auto-infligida? Como não se deliciar com a decepção após ter recém superestimado alguém? E que ainda mais se agita e estima hodiernamente? Não clamo para que fique, pois não é aqui que está, mas não há nada que eu possa querer mais do que venha, aproxime-se, deite-se na cama já feita, entre sem bater e tire os calçados, as roupas podem decorar o chão do quarto vazio, seu perfume pode perdurar em minha pele, seus lábios selarem os meus, a sua estrutura pressionar a minha e então como fogo e pólvora me consumir em um ato verdadeiramente duradouro. Escuta-me e responda, há mais alguém por quem chama? Meu nome não brota mais da vibração de suas cordas vocais, vogais e consoantes não se dispõem mais com referência por mim… Aos poucos, ou de repente, você se afasta como um vulto, perpetuando em minhas sinapses como o, até então, imutável pretérito imperfeito do subjuntivo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s