Osmose

Vitti

Nem os lírios, num campo relvoso e verde
nem as profundezas do mar
o infinito do céu
o beija-flor e o mel
nada é tão belo
como tua face,
os olhos, a boca
os cabelos, o riso
as mãos, os ombros

O que és senão paixão dilacerante
paixão sem antídoto
amor inevitável
inefável

Teu cheiro, tua pele
teu jeito, tua voz
o arrepio e o suor e o gemido
o pulsar dos corpos
o desejo impregnado n’alma
um grito, um eco de prazer
e nessa sinergia
és meu corpo e eu sou o teu.

Deusa, musa inspiradora:
seja luz em meio ao breu
seja minha vontade, meu querer
seja minha verdade
minha eternidade

Seja eu. Sou você.

Ver o post original

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s