Eu me estranho.

As vontades por mais consistentes que sejam se afunilam sob o prisma de não serem realmente desejáveis. As voltas não são concretizadas visto que, muitas vezes, o lugar de onde saí não se insere no mapa, mas num peito onde quis aninhar a cabeça, uma mão que ansiei o toque ou um coração que quis fazer companhia com o meu já ausente – e as pessoas são quase tão instáveis quanto eu. Tenho oscilado entre extremos que requerem minha atenção escassa, quando exigentes me cobram uma penetração, interação e foco no que está acontecendo, acabo me desvencilhando do que está ali presente e migro para sei-lá-onde e deixo a carcaça. Simplicidade seria se eu soubesse o controle, soubesse me controlar ao me relacionar com outros, pudesse controlar o que eu faço, o que sinto e o que vejo, mas o meu descontrole é ímpar em sua extensão, sem precedentes e arrebatador, quimera inteiramente paralisante, mas a paralisia é só na parte onde as reações partiriam de mim, elas acontecem sabe-se-lá-por-quem-diabos controladas. O que de fato fugiu de meu domínio e descontroladamente me esgota é a não aceitação com o meu redor, a insatisfação onipresente, as críticas irreprimíveis, enfim, a enorme não aceitação brutal e generalizada que me força a bater em retirada de meu próprio corpo e queira dilacerar aos outros – eles parecem robôs, errados, equivocados, doentes, arrogantes, grossos, nojentos, condicionados a uma mesmice limitante, cheios de vazios, ocos em ostentação, esbanjando seu desamor, intima e profundamente frustrados, derrotados e afins, mas, assustadora, devastadora e enjoativamente, superficiais, conformados e inertes. Quero prendê-los, mas os grilhões estão em meus pulsos e tornozelos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s