Devaneio.

Passaram alguns minutos das seis da manhã, você está dormindo e eu queria ser o travesseiro que está abraçada. Não diferente de você, eu não sei bem o que está acontecendo; só sei do que digo, faço e sinto. Acabo que sinto sem hesitar, sem me poupar e não me privo. (17/02/2014)

Quimera soubesse que eu não deveria ter adentrado sonho nenhum com você de protagonista, o pesadelo que embarquei devia ter vindo com um presságio de que a lucidez não poderia ter ido. Não hesitei, não me poupei e não me privei, mas valeu a pena?

Eu não sei. A cabeça ainda dói pelo mergulho no cimento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s